Qual é o seu tipo de chá preferido?

chá é a segunda bebida mais consumida em todo o mundo, a seguir à água, estimando-se um aumento do seu consumo até 2025. Ao longo dos anos, a sua composição química e nutricional tem sido estudada e, de facto, a evidência tem demonstrado possíveis benefícios à saúde no seu consumo, devendo-se maioritariamente a propriedades presentes em algumas variedades que parecem estar associadas positivamente à prevenção de algumas doenças crónicas. No entanto, por outro lado a temperatura a que é servido também é um fator importante a ter em conta, uma vez que, a ingestão de chá a uma temperatura superior a 65ºC parece ser um fator de risco para o desenvolvimento do cancro do esófago.

Descubra quais os benefícios do consumo dos diferentes tipos de chá e infusões:

Chá verde

chá verde | holmes place

Pelo seu teor em polifenóis, substâncias orgânicas com atividade antioxidante e anti-inflamatória, o consumo de chá verde parece estar associado à diminuição do risco de desenvolver doenças cardiovasculares, obesidade, diabetes e alguns tipos de cancro.

Chá preto

chá preto | holmes place

O chá preto, originário da mesma planta que o chá verde, a camellia sinensis, é o que apresenta quantidades de teína superiores, uma substância denominada como “a cafeína do chá” e por isso mesmo, além dos benefícios semelhantes ao chá verde, o seu consumo também poderá auxiliar em situações de fadiga e no desempenho cognitivo.

Hibisco

Chá de Hibisco | Holmes Place

Hibiscus sabdariffa é uma planta pertencente à família das Malvaceae que, além da sua cor avermelhada característica e do seu sabor único, possui propriedades medicinais e com atividade antioxidante, principalmente pelo seu teor em fitoquímicos que parecem ter benefícios na redução da pressão arterial.

Curcuma

Curcuma | Holmes Place

A curcuma, mais conhecida como Açafrão das Índias, é amplamente utilizada de diversas formas, sendo caracterizada pela sua cor amarela, originária do seu pigmento natural, a curcumina. As suas propriedades têm sido alvo de estudos científicos que sugerem que a curcumina poderá ser benéfica em condições inflamatórias, como síndrome metabólico, artrite e hiperlipemia. Além disso também parece melhorar a recuperação e desempenho subsequente da atividade física, melhorando a inflamação induzida pelo exercício e dores musculares.

Gengibre

Gengibre | Holmes Place

Caracterizado pelo seu sabor picante, o gengibre apresenta inúmeros benefícios à saúde. Os seus efeitos clínicos têm-se mostrado promissores no controlo de enjoos e náuseas, na função gastrointestinal e em quadros clínicos inflamatórios.

Chá e Infusão: diferenças?

Chá e infusão não têm o mesmo significado, no entanto, todo o chá é uma infusão, mas nem toda a infusão é um chá. Enquanto o chá é uma bebida preparada através da infusão de folhas da planta Camellia sinensis, uma infusão requer a adição de água a ferver a folhas, flores, frutos ou caules de plantas.

 

Em suma, se gosta de chá ou infusões, aposte na diversificação de variedades que existem. A sua ingestão, além de exigir especial atenção à temperatura a que é servido, poderá efetivamente trazer-lhe benefícios para a sua saúde quando consumido em quantidades moderadas. Além disso, ainda contribui para a sua hidratação diária, podendo ser consumido ao longo do dia, quente ou frio, consoante o seu gosto pessoal. Seja criativo!

Maçãs reinetas assadas em chá preto

maçãs reinetas com chá | holmes place

Ingredientes:

– 6 maçãs reinetas

– 6 paus de canela

– Chá preto ou outro chá a gosto

– Xarope de agave

Preparação:

1. Coloque cerca de 500 ml de água a ferver.

2. Depois de fervida, junte à água 1 ou 2 saquetas/folhas de chá preto. Deixe atuar e resfriar.

3. Retire o caroço das maçãs com o auxílio de um talher ou com um descaroçador, deixando a maçã inteira com um buraco ao centro.

4. Coloque as maçãs num recipiente para levar ao forno e adicione os paus de canela no buraco das maçãs que fez anteriormente.

5. Regue as maçãs com o preparado de chá preto e adicione 2 colheres de chá de xarope de agave.

Nota: Se preferir, pode utilizar outra variedade de chá que prefira.

Referências bibliográficas:

Akbarialiabad, H., Dahroud, M. D., Khazaei, M. M., Razmeh, S., & Zarshenas, M. M. (2021). Green Tea, A Medicinal Food with Promising Neurological Benefits. Current Neuropharmacology, 19(3), 349–359. https://doi.org/10.2174/1570159X18666200529152625

Andrici, J., & Eslick, G. D. (2015). Hot Food and Beverage Consumption and the Risk of Esophageal Cancer: A Meta-Analysis. American Journal of Preventive Medicine, 49(6), 952–960. https://doi.org/10.1016/J.AMEPRE.2015.07.023

Anh, N. H., Kim, S. J., Long, N. P., Min, J. E., Yoon, Y. C., Lee, E. G., Kim, M., Kim, T. J., Yang, Y. Y., Son, E. Y., Yoon, S. J., Diem, N. C., Kim, H. M., & Kwon, S. W. (2020). Ginger on Human Health: A Comprehensive Systematic Review of 109 Randomized Controlled Trials. Nutrients, 12(1). https://doi.org/10.3390/NU12010157

Associação Portuguesa de Nutrição. (2018). Dia do chá gelado – diferenças entre chá, infusão e tisanas. https://www.apn.org.pt/noticia.php?id=695

Hayat, K., Iqbal, H., Malik, U., Bilal, U., & Mushtaq, S. (2015). Tea and its consumption: benefits and risks. Critical Reviews in Food Science and Nutrition, 55(7), 939–954. https://doi.org/10.1080/10408398.2012.678949

Hewlings, S. J., & Kalman, D. S. (2017). Curcumin: A Review of Its’ Effects on Human Health. Foods, 6(10). https://doi.org/10.3390/FOODS6100092

Kim, T. L., Jeong, G. H., Yang, J. W., Lee, K. H., Kronbichler, A., van der Vliet, H. J., Grosso, G., Galvano, F., Aune, D., Kim, J. Y., Veronese, N., Stubbs, B., Solmi, M., Koyanagi, A., Hong, S. H., Dragioti, E., Cho, E., de Rezende, L. F. M., Giovannucci, E. L., … Gamerith, G. (2020). Tea Consumption and Risk of Cancer: An Umbrella Review and Meta-Analysis of Observational Studies. Advances in Nutrition (Bethesda, Md.), 11(6), 1437–1452. https://doi.org/10.1093/ADVANCES/NMAA077

Lin, S., Xu, G., Chen, Z., Liu, X., Li, J., Ma, L., & Wang, X. (2020). Tea drinking and the risk of esophageal cancer: focus on tea type and drinking temperature. European Journal of Cancer Prevention : The Official Journal of the European Cancer Prevention Organisation (ECP), 29(5), 382–387. https://doi.org/10.1097/CEJ.0000000000000568

Prasanth, M. I., Sivamaruthi, B. S., Chaiyasut, C., & Tencomnao, T. (2019). A Review of the Role of Green Tea (Camellia sinensis) in Antiphotoaging, Stress Resistance, Neuroprotection, and Autophagy. Nutrients, 11(2), 474. https://doi.org/10.3390/NU11020474

Riaz, G., & Chopra, R. (2018). A review on phytochemistry and therapeutic uses of Hibiscus sabdariffa L. Biomedicine & Pharmacotherapy = Biomedicine & Pharmacotherapy, 102, 575–586. https://doi.org/10.1016/J.BIOPHA.2018.03.023

Samanta, S. (2020). Potential Bioactive Components and Health Promotional Benefits of Tea (Camellia sinensis). Journal of the American College of Nutrition. https://doi.org/10.1080/07315724.2020.1827082

Serban, C., Sahebkar, A., Ursoniu, S., Andrica, F., & Banach, M. (2015). Effect of sour tea (Hibiscus sabdariffa L.) on arterial hypertension: a systematic review and meta-analysis of randomized controlled trials. Journal of Hypertension, 33(6), 1119–1127. https://doi.org/10.1097/HJH.0000000000000585

Statista Research Department. (2021). Global tea consumption 2012-2025. https://www.statista.com/statistics/940102/global-tea-consumption/

Yi, M., Wu, X., Zhuang, W., Xia, L., Chen, Y., Zhao, R., Wan, Q., Du, L., & Zhou, Y. (2019). Tea Consumption and Health Outcomes: Umbrella Review of Meta-Analyses of Observational Studies in Humans. Molecular Nutrition & Food Research, 63(16). https://doi.org/10.1002/MNFR.201900389

Catarina Lucas

Nutricionista Holmes Place Defensores de Chaves

CHOOSE CURRENCY

IDIOMA | LANGUAGE

EnglishFrenchItalianPortugueseSpanish

NEWSLETTER LIFESTYLE

  • topazio1974.png
  • chandon.png
  • luxuryportugal.png

24h LIVE STATS

  • 14,646,467
  • June 27, 2022

Advertisement

error: Content is protected !!
  • https://cast.radiogroup.com.ua/terrace320
  • https://www.lifestyle.fm
  • LIFESTYLE FM